O Voo – A Viagem de Teco-Teco

O VOO – A Viagem de Teco – Teco é um conto de fadas bem-humorado e poético, livremente inspirado na peça O Voo Sobre o Oceano – Peça Didática Radiofônica para Rapazes e Moças de Bertolt Brecht. Da fábula original, o que permaneceu como tema principal foi o sonhar, compreendido, aqui, como o desejo humano de realizar um ideal.

Teco, o herói da história, é um menino sonhador e corajoso que se inspira em Santos Dumont para conquistar seu grande sonho: voar. Depois de muitas tentativas frustradas ele consegue construir um avião e junto com seu melhor amigo o pássaro Maçarico parte para a sua grande aventura: cruzar o Oceano Atlântico voando em direção a Paris.

Como em um conto de fadas, Teco e seu mascote Maçarico enfrentam terríveis vilões durante o voo até Paris: o velho Nevoeiro, que tenta camuflar o caminho dos heróis; o implacável Sono que faz de tudo para derrubá-lo para o fundo do mar e a maléfica Bruxa da Tempestade que procura atingir o avião de Teco com raios e tempestades de neve. Esses personagens são representados por atores com máscaras, recurso que dá mais agilidade e emoção ao espetáculo.

Durante todo o trajeto do Teco o texto aborda, de modo engraçado, a dicotomia entre a tecnologia representada por Teco e seu avião e as forças do pássaro Maçarico, com seus recursos próprios: a capacidade natural de voar. No final da viagem, a conclusão entre os dois amigos é que a travessia do Oceano Atlântico não seria possível sem a soma das duas forças: tecnologia e natureza.

O VOO – A Viagem de Teco-Teco é uma dessas raras histórias que provoca profundamente a sensibilidade humana. Quando o pequeno boneco, Teco, consegue chegar a Paris dentro do seu avião feito de sucata, a história faz adultos se lembrarem de seus próprios sonhos, muitas vezes esquecidos em função da dureza e das exigências do dia-a-dia. Para as crianças, exatamente como em um conto de fadas, Teco mostra que é possível acreditar, que as dificuldades serão vencidas e os sonhos alcançados.

O VOO – A Viagem de Teco-Teco: apertem os cintos e bom espetáculo!

  • 4 estrelas no Guia da Folha de S. Paulo
  • 4 estrelas no Veja São Paulo
  • Recomendado pelo O Estado de São Paulo
  • Prêmio APCA: Melhor Cenário
  • 6 indicações para o Prêmio PANANCO
  • VEJA SÃO PAULO

    “… Uma montagem encantadora, que impressiona pela magia dos personagens e pela delicadeza com que trata de sentimentos como medo e amizade”.
    (Helena Galante)

  • O ESTADO DE SÃO PAULO

    “… Um sonho, uma estupefação! Cada miniatura de aeroplano é por si só, uma aventura poética, um convite a imaginação”.
    (Dib Carneiro Neto)

HISTÓRICO

O VOO – A Viagem de Teco-Teco é uma versão do espetáculo O VÔO montado em 1999 pela Cia. As Graças em parceria com Cláudio Saltini. Nesta nova concepção o espetáculo ganha um novo cenário, novos efeitos visuais e os vilões da história, que antes eram bonecos, agora são representados por atores com máscaras.

O VOO – A Viagem de Teco-Teco estreou no Teatro Folha (1999) e fez temporadas nos seguintes teatros: Teatro Jardim São Paulo (2004), SESC São Caetano (2006), SESC Avenida Paulista (2007), SESC Consolação (2007), Teatro Tim (2008). Apresentou-se em diversos SESC’s da capital e interior do estado de São Paulo.

FESTIVAIS

  • 2007: 3ª Mostra de Teatro de Bonecos e Formas Animadas de São Bernardo dos Campos
  • 2007: Mostra de Teatro de Bonecos do SESC Bauru
  • 2008: Festival de Férias do Teatro Tim
  • 2008: Mostra de Teatro de Bonecos do SESC Bauru

PARTICIPAÇÕES IMPORTANTES

  • 2008: Espaço Cultural CPFL
  • 2009: Espaço Cultural Veja São Paulo
  • 2009: Recreio nas Férias da SME de São Paulo

FICHA TÉCNICA

IDÉIA ORIGINAL:

  • Claudio Saltini

DIREÇÃO:

  • Cláudio Saltini

ELENCO:

  • Claudio saltini
  • Teka Queiroz
  • Josy Nascimento
  • Sandro Gattone

FIGURINOS, CENÁRIOS E ADEREÇOS:

  • Cláudio Saltini
  • Sandro Gattone

PRODUÇÃO:

  • Teka Queiroz